quinta-feira, novembro 16, 2017

O lançamento será em Cuenca no dia 24 de Novembro. Depois em Lisboa dia 7 de Dezembro, estejam atentos!

Bem sei que é em cima da hora. Eu estou com os finalmentes do livro #Almaraz e outras coisas más#  e não poderei aparecer, o que muito me pesa.
Costumo indicar nos meus três livros de sempre o "Don Quixote",  aqui no passeio...

quarta-feira, novembro 15, 2017

É já no próximo fim de semana,
que na Alfândega do Porto se vai realizar http://cannadouro.pt/
Aí se voltarão a reunir os adeptos dessa fantástica planta, que tanto contribuiu para o que somos hoje.
A todos os níveis!

domingo, novembro 12, 2017

Tenho, aqui também, referido por várias vezes, com apreço a Lisboa E-nova.
Mas hoje tenho que lamentar o descalabro organizativo em que está, espero que momentâneamente mergulhada.
Factos:
Há cerca de um mês anunciaram uma visita à ETAR da Guia. Por curiosidade com os novos sistemas inscrevi-me (e mais uma dezena de pessoas). Foi-me exigido logo um  pagamento (que fiz na hora), além de ter modificado a minha agenda para tal evento.
Há 10 dias anunciaram-me com uma desculpa esfarrapada que a visita tinha sido cancelada.
Inquiri sobre a devolução do pagamento. Tiveram a lata, quando bastava devolver ao emissor, de me pedir dados para tal.
Há 10 dias... e segue.
A Lisboa E-nova anda por maus momentos...

Miguel Poveda Real - "Triana, puente y aparte" ( Tangos de Triana )


Não foi este espectáculo, mas foi uma noite de luxo, ontem na Fundação Gulbenkian., com sala à cunha. Uma grande sessão!

sábado, novembro 11, 2017

Hoje, S.Martinho, dia grande na Golegã...
                                                   Contra a Luz!
                                       Esta só em contraluz!

quinta-feira, novembro 09, 2017

Está na Fundação Gulbenkian uma curiosa exposição # Do Outro Lado do Espelho#, que recomendo.
Os apreciadores desse e dos truques da linguagem que esse possibilita ficarão fascinados.
Algumas das delícias:
este é um dos assombros ( ou esquisito em castellano!)
este, o entortar é da minha responsabilidade, é uma tontura...
e este é um clássico.

terça-feira, novembro 07, 2017

O El Roto, que conheci Ops, no  El Hermano Lobo, aliás Andrés Rábago é um dos maiores filósofos dos nossos tempos.
Todos os dias, no El Pais, dá-nos luz para pensarmos o nosso tempo, algo desse.
Neste excelente livro, recolha de algumas centenas de desenhos
deixa-nos algumas pérolas:

Fronteira: chama-se ao local onde uma loucura termina para começar outra.
Os atuns tem uma tal quantidade de metais pesados que a sua pesca será em breve considerada como extracção mineira. ( e as sardinhas, senhor?)
O poder vem do povo, ou melhor da sua submissão.
O meu trabalho de economista consiste em tornar o intolerável necessário.
Estas e as suas ilustrações são cada uma e as outras cento e tal, matéria para uma conferência e muito pensamento
" Só as palavras contam. Tudo o resto é ruído" de Ionesco.
Neste livrinho de Umberto Eco, que tanta falta faz quando os populismos, a novi-língua, o nacionalismo, o trumpismo tomam o espaço e até o tempo.
Este livrinho, lido enquanto o diabo esfrega um olho é um diagnóstico fundamental.
ver o ex-presidente do governo catalão urdir a trama, o complot para manipular a opinião desinfoirmada, é aqui completamente desmascarado. Não há qualquer contemplação para os métodos, são os mesmos de sempre!

segunda-feira, novembro 06, 2017

e também isto é uma cidade com gente smart!

Só falta um carneiro...
http://interact.com.pt/26/hortas-e-ambiencias-holisticas/
este:
para ser memória e futuro!

domingo, novembro 05, 2017

Este ano as sardinhas não prestaram para nada. E a continuarem assim iremos deixar de as comer.
É preciso respeitar os pareceres científicos e dar uma moratória à pesca desta, para poderem deixar de ser só memória.
As organizações ecologistas não hesitaram e fizeram muito bem.
Os nossos governos não podem agir como salteadores de caminhos. Os nossos pescadores têm que ser adequadamente compensados.... e deixar de pescar sardinha por alguns anos!
carregar para ler!
Enquanto em Paris ( allô Dr. Fernandes!)
ovelhas pastam ao pé do Invalides,
e todas as semanas se assiste a centenas de "patinistas" a ocupar as ruas...
por cá, parece que paramos no tempo...
Felizmente chove um pouco e as renováveis continuam vivas...

este mês

A produção doméstica de electricidade a partir de painéis fotovoltaicos correspondeu a 428,3 kWh  o que permitiu abastecer todos consumos familiares , o frigorífico e a iluminação do vizinho .

E o aquecimento de águas a partir de painéis solares térmicos em Lisboa permitiu a uma família poupar, por exemplo, 12,81 m3 de gás natural, durante o último mês.

A produção de electricidade de origem eólica no mês passado permitiu abastecer 15 % das habitações de Lisboa. 


Mas é preciso muito mais. Para quando o regresso de ovelhas à cidade?
Para quando se incentivam os patins para uso em transporte urbano!??? 




terça-feira, outubro 31, 2017

Estarei em Paris e logo nas finalizações do livro # Almaraz e outras coisas más#, mas tentarei uma aberta para dar um salto... até à Golegã.
Onde como habitualmente se realiza:

mais uma vez com um magnífico programa e um excelente cartaz!
*por distracção havia colocado o cartaz do ano passado. Vários leitores me chamaram a atenção. Aí está o de 2017!
o movimento sem fim das almas continua a dar caminho aos corpos.
Agora vamos estar...
talvez, a salvar, um bocadinho este....

segunda-feira, outubro 30, 2017

Para articular com a posta anterior, este excelente reportagem sobre o roubo do Tejo, e o seu desaguar em... Murcia!
http://mvod.lvlt.rtve.es/resources/TE_NGVA/mp4/9/7/1509092476379.mp4
Fantástico!

domingo, outubro 29, 2017

No dia 14 de Outubro...

quarta-feira, outubro 25, 2017

Ainda não a tenho em mãos, mas será certamente de meu deleite e do maior interesse.
o Jardim de Água do saudoso mestre Ferreira da Silva, hoje num inacreditável estado de abandono e delapidação, mas também outros títulos em caixa alta, levar-me-ão a procurá-la.

Nota:
Estava distraído. Esta revista só existe "online". Aqui:
http://www.gecorpa.pt/Upload/Revistas/Rev62_Revista_Completa.pdf

terça-feira, outubro 24, 2017

A Charia chegou ( voltou!) a Portugal:
https://www.theguardian.com/world/2017/oct/24/portugal-protest-judges-adultery-mitigated-woman-attack
isto é absolutamente inqualificável.
E que as mais altas autoridades do Estado, e suas senhorias, não se tenham ruidosamente pronunciado, é a mostra que também aqui, na áreada justiça o nosso Estado claudicou, está de cocoras perante um agente do Daesch e da Al Quaeda.
Só comparado com a Charia, talvez apedrejar as adulteras? seja a posição deste juiz...

segunda-feira, outubro 23, 2017

Hoje estive numa espécie de loja do chinês. Na FNAC, empresa que já teve qualidade e ultimamente, talvez para tentar sobreviver da insolvência já declarada deu o passo em frente, em direcção ao abismo.
Quinquilharia, produtos que nem na loja do chinês e uma enorme, mas enorme falta de qualidade e desprezo pelo cliente, sobretudo aquele que quer comprar algum (imagine-se!) livro.
Muito havera para contar sobre as grandes superficies ou empresas de concentração livreiras ( o caso da Leya é exemplar!!! Está à beira da bancarrota! e a Porto Editora só se salva com o balão dos livros escolares e, talvez, cuma gestão mais profissional).
Hoje passei-me nesta...
Estive dez, 10 minutos à espera que a única funcionária disponível no 2º piso tivesse a bondade e ir buscar a minha encomenda...
lamentável.

domingo, outubro 22, 2017

Com um interessante 1º capítulo passado em Lisboa este novo de Arturo Pérez-Reverte é uma densa aventura político-policial passada nos anos da guerra civil espanhola.
No 1º capítulo Lisboa de outras eras, mas também a Lisboa de sempre....
e hoje uma visita à FOLIO. Vale a pena, Óbidos é uma terra de excelência e o Festival já um marco.