quarta-feira, agosto 24, 2016

Tenho estado, salvo a manhã  de hoje passada na (continua excelente, mas hoje recordei-a no tempo em que tinha porteiro!) Versailles, para uma conversa sobre projectos de energia articulados com Erasmus, pois..., mas tenho continuado com tempo e leituras : http://signos.blogspot.pt/
Mas hoje leio um livro, que me acompanha desde Dezembro ( estive na apresentação em Madrid, com velhos camaradas das 1ªs lutas ibéricas contra a nuclear) e que recomendo (Amazon!).
Uma análise sujeita a discordâncias, na política, mas com dados fantásticos sobre energia e a nuclear (e aqui Almaraz que esteve na linha da queda do cometa! que se dissolveu na sua vertical a 85 Kms!).
Um "tijolo" precioso!

quarta-feira, agosto 17, 2016

Bicicletas, muito mais que cicloturismo!

terça-feira, agosto 16, 2016

A NASA diz-nos que estamos no Verão mais quente dos registos e http://www.commondreams.org/news/2016/08/15/mckibben-time-declare-war-literally-climate-change
Bill Mckibben diz-nos que estamos a perder esta guerra.
Só podemos concordar. Os custos serão desastrosos.

domingo, agosto 14, 2016

Aqui mesmo ao pé da porta, umas festas espectaculares, com muita fraternidade e alegria. Excelentes momentos enquanto se esperam os bichos.
Uma terra fantástica, onde o núcleo urbano está a precisar de urgente reabilitação e de pôr cobro ao abandono de mansões históricas e outras casas que fazem o tempo desta bonita terra.
Infelizmente é o mesmo por todo o país. Aqui é Alcochete!

quarta-feira, agosto 10, 2016

A natureza, a construção descabelada, o abandono dos centros urbanos, a florestação inadequada e em locais inacreditáveis, articuladas com as alterações climáticas, causadas queira Trump ou não pelas emissões de gases com efeito de estufa, (http://signos.blogspot.pt/search/label/Fogos) são, ontem vi excelentes comentários nessa linha, junto com os habituais artistas de variedades, responsáveis.
as nossas lágrimas não chegam para apagar fogos, mas não nos calaremos perante cumplices destes que sacodem a água do capote....

segunda-feira, agosto 08, 2016

21 milhões de pastilhas....
http://www.abc.es/sociedad/abci-alerta-estado-aleman-posible-accidente-nuclear-201608072057_noticia.html
1 por pessoa, vejam lá... o risco.
Por cá estamos todos
confiados na Virgem, que as dispensará, como as rosas....
Um livro recomendado, embora lamente que seja omisso da história e das lutas pelo "regresso" do campo à cidade, este Raízes de Ana Sofia Fonseca.
Mas tem estórias deliciosas.
Delicioso, e contra alguns esteriótipos arreigados, é também "Uma Pastelaria em Tóquio" de Naomi Kawase, em exibição no Monumental


sexta-feira, agosto 05, 2016

Notável, a não perder este excelente filme, sobre os movimentos que podem alterar o futuro, previsível... cidades em transição, permacultura, hortas urbanas, educação para a sustentabilidade, energias renováveis.
Tão bom que já encomendei vários DVDs.
em Lisboa está no Monumental. Mas a sala estava pouco ocupada...

quinta-feira, agosto 04, 2016

Aqui uma informação muito importante
http://movimentoprotejo.blogspot.pt
desde já me ofereci para testemunhar em favor da honorabilidade e honestidade do Arlindo,  que conheço e é um notável activista.
Hoje uma advogada (?) veio confirmar a a agressão ( a advogada dos agressores!) tentando disfarçá-la, disfarçar o abalroamento..., como se fosse, segundo ela, um mero acidente de tráfico. Esqueceu as ameaças que deviam ser do calor do mesmo.
Vivemos tempos de pantomina.
Ouvi ainda agora o 1º ministro em substituição recusar responder, ainda que insistentemente inquirido, se à luz do "código de ética" que o governo agora vai aprovar os prevaricadores, ainda (mas duvido que passem muito tempo nessa situação, se tiverem um pingo de decência, ou se o verdadeiro 1º intervier) secretários de Estado pagos por uma empresa que tem conflitos com a administração, seriam abrangidos por esse.  Na falta da resposta....
Não há vergonha.
A  advogada faz o que os labrostes que lhe pagam mandam. Estes senhores, ainda secretários de Estado, acham que somos parvos?
Haja ou não haja Trump a realidade não se engana:
http://www.commondreams.org/news/2016/08/02/climate-change-here-and-now-dire-noaa-report-warns
os tempos estão, quer ele queira ou não, a mudar...

quarta-feira, agosto 03, 2016

Não resisto a recomendar mais um livro. Brutal: http://signos.blogspot.pt/search/label/Espanha
outro dos melhores que leio nesta "pausa".
Com o vento a continuar a soprar, o sol no seu esplendor, e as outras energias suaves, por aqui e por ali a romperem os bloqueios, agora com novas baterias e mais eficiência, estamos no caminho de/para replicar a excelência que já tivemos três dias este ano, só renováveis na electricidade, e que iremos repetir.
A  produção fotovoltaica no último mês, em Lisboa,  
a produção doméstica de electricidade a partir de paineis fotovoltaicos correspondeu a 548,6 kWh, o que permitiu abastecer todos os consumos, os electrodmésticos da cozinha de uma família e ainda os pequenos electrodomésticos do vizinho, e o térmico permitiu a uma família poupar 16,98 m3 de gás natural no último mês.
E o solar está com uma enorme expansão, agora com as novas placas, a redução de custos e de prazos de amortização, com um excelente envolvimento de sectores industriais (já temos fábricas auto-suficientes com o solar!) será a energia que dará cartas!
Mas também o vento, que se estrutura para ser um sector quase de back up está em grande forma, seja com novos rotores domésticos seja com os novos geradores com altas potências. 

domingo, julho 31, 2016

Hoje ofertaram-me este documento, que aqui deixo, como registo histórico, uma vez que a memória é muito etílica...
carregar para ler.

sexta-feira, julho 29, 2016

Este também julgo que não está traduzido. Claro que é excelente, mas quando o jornal mais lido é o correio da manha e os outros tem a qualidade que têm está tudo dito sobre o mercado potencial para livros de qualidade. E ainda recordo quando ( durante10 anos!) dei aulas na Universidade os meus alunos liam 1 (um) livro dos 50 recomendados... por ano.
Este é fantástico, e na páginas 291 somos surpreendidos com uma referência a Portugal!
Sim Portugal, o Reino Unido e a generalidade dos Estados Norte-Americano são os países onde o diferencial entre ricos e pobres é maior e a qualidade de vida é pior...!
O livro cobre o tempo da troika... a edição é de 2015!
altamente!

Uma ideia para o vereador José Fernandes? ou talvez não? Melhor que umas ventoinhas ficcionadas que quis instalar na 2ª circular e que só no registo da história existem!

aqui:

quarta-feira, julho 27, 2016

As cidades devem aproveitar os seus espaços, base da sua formação e história e utilizá-los em lógica produtiva e de futuro.
 Em Tavira, em frente do magnífico Convento das Bernardas (a precisar de dinamização para ser parte da cidade) há aproveitamento produtivo...


Esta semana...
no meio da desolação ela continua a dar-nos todas as faces. Haja Lua!

terça-feira, julho 26, 2016

Jazz...
aqui:
https://gulbenkian.pt/musica/jazzemagosto/
Já aqui, por diversas vezes referi a degradação do magnífico Jardim Tropical, a Belém.
Hoje recebo um alerta do Forúm Cidadania ( o mais notável grupo cívico de defesa da memória, património e futuro da nossa cidade), de que não posso deixar de transcrever um listado de problemas deste:
#
1.   A vária estatuária do século XVIII (autoria de Bernardino Ludovici, em 1737, e José Mazzvoli Senensis, em 1717) dispersa pelo jardim e em avançado estado de degradação, sem qualquer indicação de contexto ou referenciação artística ou histórica (o conjunto "Caridade Romana", em particular, apresenta dedos partidos e praticamente todas as estátuas do jardim exibem algum tipo de vandalismo, havendo algumas que estão decapitadas ou decepadas - ver foto da estátua do século XVIII junto à estufa).

2.   A “estufa grande”, exemplar raro em Portugal, está abandonada, com vários vidros partidos e com partes da importante estrutura em ferro já em falta.

3.   O património que data da Exposição do Mundo Português (1940) está abandonado, em degradação (em ruínas, fechado, com vidros partidos e servindo de armazém) e sem qualquer tipo de identificação ou referenciação.

4.   Existem, dispersos pelo jardim, vários edifícios que poderiam ser cedidos como sedes de associações ou para usufruto de entidades não-lucrativas da cidade de Lisboa (p. ex a "Casa da Direcção" com uma densa decoração em azulejos de grande qualidade).

5.   Os 14 bustos da autoria do escultor Manuel de Oliveira, concebidos em 1939 e 1940 e que representam várias etnias africanas, de Timor e Macau, estão em más condições de preservação e sem qualquer indicação de contexto ou referência histórica ou artística. Outros bustos (como o do Infante Dom Henrique) estão armazenados e fora do alcance do público.

6.   O "Jardim Oriental" está degradado, com pontes danificadas, os cursos de água e o lago central sem água.

7.   O palácio dos Condes da Calheta está degradado (portas e janelas) e fechado ao público, sem qualquer programa de actividades, impossibilitando a visita do seu rico património azulejar.
#
Deixar isto assim, quando milhares de pessoas visitam este espaço todos os dias... é obra!
É o país e cidade que temos?

domingo, julho 24, 2016

Poderá vir a acontecer ao largo da nossa costa. Poderá vir a acontecer ao largo do Algarve, onde hoje, na Ilha de Tavira 300 a 400 pessoas fizeram um cordão humano para denunciar esta situação.
gato escaldado... e o que é mais grave é que contratos para esta exploração, ao arrepio da nossa Constituição, ao arrepio dos acordos ( de Paris!) que o nosso Estado negociou ( para quê? se já tinham em vista esta conspurcação toda?), ao arrepio da legislação europeia, que não prescreve pelo facto de estratégicamente, e no bolso de alguém?, ter sido integrada em direito interno depois dos contratos assinados... ainda por cima com algumas empresas sem quaiquer créditos ou garantias de idoneidade ( uma do agiota Sousa Cintra).
Hoje mobilizarem-se 300/400 pessoas. Não iremos parar.